top of page
  • Foto do escritorAssessoria MG Advocacia

Revisão da Vida Toda: Possibilidade de aumentar sua aposentadoria.

A Revisão foi aprovada e agora os segurados do INSS precisam verificar se têm direito à esta revisão para entrar com o pedido.


revisão da vida toda para aposentados e pensionistas inss

Vamos falar sobre um assunto importantíssimo para os aposentados e pensionistas do INSS: a aprovação da Revisão da Vida Toda.


Esta revisão é muito procurada pelos segurados e pode beneficiar principalmente quem:


  • Ganhava bem antes de 1994;

  • Tem poucas contribuições depois de 1994;

  • Começou a ganhar menos depois de 1994.


Fique atento e procure um advogado da sua confiança para dar entrada na sua revisão, se você tiver direito.


Veja só: algumas pessoas terão direito de receber mais de R$ 200 mil em atrasados!


Mas o que é a Revisão da Vida Toda?


Nada mais é do que a inclusão no cálculo da sua aposentadoria dos períodos contributivos de toda a sua vida.


Entenda:


A aposentadoria era calculada apenas com as 80% maiores contribuições para o INSS a partir de julho de 1994, já no plano real.


Com a Reforma da Previdência a nova regra calcula a média de todas as contribuições para o INSS também a partir de julho de 1994.


Portanto, todas as contribuições antes de 1994 não entram no cálculo, sendo prejudicial para quem ganhava bem antes de 1994 e passou a ganhar menos ou não contribuir para o INSS depois deste ano.


Com a revisão, o que muda, é que todas as contribuições, mesmo as anteriores a 1994, passam a entrar no cálculo da aposentadoria.


A Revisão da Vida Toda beneficia quem se aposentou entre 29/11/1999 e 13/11/2019 e possui contribuições para o INSS mais altas antes de 1994, ou mesmo aqueles que diminuíram ou pararam de contribuir por algum tempo para o INSS após 1994.


Para ficar ainda mais fácil de entender, vamos dar dois exemplos:


Exemplo do Gilberto:


Ele trabalhou por 20 anos no banco até 1993, onde sempre ganhou acima do teto do INSS. Naquele ano decidiu sair do trabalho para realizar seu sonho de abrir seu negócio, uma farmácia.


Desde que abriu a farmácia começou a pagar o INSS somente sobre o valor de um salário mínimo, e continuou contribuindo até 2009, quando completou 58 anos e se aposentou por tempo de contribuição.


O valor da Aposentadoria por Tempo de Contribuição do Gilberto ficou em apenas um salário mínimo, visto que a forma de cálculo da aposentadoria considera apenas as contribuições após 1994.


Todas aquelas contribuições no teto, de quando trabalhava no banco, não foram consideradas no cálculo da aposentadoria.


Caso a Revisão da Vida Toda seja procedente, todas as contribuições dos 20 anos que trabalhou no banco serão incluídas no cálculo da aposentadoria.


Isso fará com que o valor da aposentadoria de Gilberto aumente de R$ 880,00 para R$ 4.931,12, além de receber mais de R$ 250.000,00 de atrasados.


Exemplo da Rose:


Rose trabalhou como gerente por 10 anos, de 1987 a 1996. O seu salário sempre foi acima do teto do INSS.


Em 1996, ela resolveu sair do trabalho e parou de contribuir para o INSS.


Faltando 5 anos para a aposentadoria por idade, Rose voltou a contribuir com o teto do INSS, e se aposentou por idade em 2012.


Por ter poucas contribuições após 1994, mesmo Rose possuindo apenas contribuições no teto do INSS, o valor da sua aposentadoria por idade em 2016 é de R$ 2.334,88.


Caso a Revisão da Vida Toda der certo, todas as contribuições serão incluídas no cálculo da Aposentadoria por Idade.


Isso fará com que o valor da Aposentadoria por Idade dela aumente de R$2.334,88 para R$ 4.912,13, além de receber mais de R$ 150.000,00 de atrasados.


Mas atenção!


Nem todos os casos são como o de Gilberto e Rose. Antes de entrar com esta revisão é muito importante realizar os cálculos de quanto será sua aposentadoria após a revisão.


Uma revisão feita sem análise dos cálculos pode diminuir o valor do seu benefício e você pode ter seu benefício com um valor menor para sempre!


Em outros casos, o aumento pode ser tão pequeno que não vale o stress e gastos com o processo judicial.


Portanto, caso você tenha bons recolhimentos anteriores a julho de 1994, existe a possibilidade de seu benefício aumentar e você conseguir receber um valor muito alto com os valores atrasados.


O que recomendamos agora é que procure por um advogado especialista em Direito Previdenciário para que ele possa verificar se vale a pena fazer a Revisão da Vida Toda para você.


O advogado é quem conseguirá te passar todos os valores que você pode ganhar com essa revisão que foi aprovada.


Se você ficou com alguma dúvida entre em contato clicando aqui, ou tire suas dúvidas pelo nosso Whatsapp clicando neste link.



97 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page