top of page
  • Foto do escritorAssessoria MG Advocacia

Coronavírus: o que fazer se está com viagem marcada para países com surto da doença.

Atualizado: 13 de abr. de 2020


benfeitoria imovel locado


Devido ao avanço dos casos de Coronavírus na Ásia e no vírus no norte da Itália, as companhias aéreas estão emitindo comunicados flexibilizando as políticas de remarcação ou cancelamento de voos (atualizado em 06/03).


Viajantes com passagens compradas para as regiões mais afetadas pelo vírus devem conferir o posicionamento da companhia aérea caso decida cancelar a viagem – ou aguardar caso a empresa ainda não tenha se manifestado. Até o momento, a recomendação do Ministério de Relações Exteriores é de que brasileiros não viagem para as áreas mais afetadas da China, não havendo qualquer posicionamento sobre a Itália ou outros destinos.


Se sua empresa não estiver na lista e você deseja mudar de planos por viajar para áreas de incidência do vírus, procure a agência ou diretamente a companhia aérea.


Listamos abaixo as empresas que já emitiram comunicados. Confira:


Air Canada

A companhia oferece alternativas aos passageiros com voos marcados para ou que passem pela China, Itália, Japão, Coréia do Sul e Irã. Clique aqui para ler as políticas de remarcação.


Para os viajantes que comprarem passagens com a Air Canada entre os dias 4 e 31 de março de 2020, a empresa está oferecendo a possibilidade de alteração das viagens sem nenhum tipo de taxa. A remarcação, no entanto, deve ser feita até 14 dias antes da data programada para o embarque.


Air China

Talvez a companhia mais afetada pela epidemia, a Air China tem uma política de alteração ou reembolso das mais flexíveis. Todos os bilhetes começando com o número 999 (incluindo bilhetes emitidos com milhas) adquiridos antes das 00:00 de 28 de janeiro de 2020 para voos operados pela Air China ou voos em parceria com código CA com uma data de viagem posterior a 1 de janeiro de 2020 (inclusive), podem pedir o reembolso sem custo adicional, que deve ser pedido antes da partida do voo. Confira as regras aqui.


Air Europa

A companhia cancelou todos os voos entre Madri e Milão e Madri e Roma entre 16 e 31 de março. Clientes que tiveram voos cancelados serão reacomodados em outros voos da Air Europa, com possibilidade de alterar as datas de viagem ou então pedir o reembolso.


Passageiros da Air Europa para a Itália com bilhetes que comecem por 996, emitidos até 23 de fevereiro para viajar até 15 de março poderão mudar a data do voo, conforme a validade do bilhete, ou mudar o destino e viajar até 15 de junho para outros lugar na Europa ou África. A companhia não cobra taxas para a remarcação, apenas a eventual diferença tarifária. Confira o comunicado da Air Europa.


Air France

A companhia está oferecendo remarcação sem custo para todos os passageiros que tenham reservados passagens antes ou depois de 31 de março, com validade para viajar entre 3 de março e 31 de maio. A nova política é válida para bilhetes marcados para qualquer destino e a remarcação pode ser feita em voos até 31 de maio para o mesmo destino e classe tarifária.

A companhia já havia suspendido seus voos para a China até 28 de março. A partir de 19 de março a companhia, em conjunto com a KLM, irá decidir se mantém a operação de um voo diário para Pequim e outro para Xangai. Os voos para Wuhan devem permanecer suspensos.


As operações da companhia para a Itália estão mantidas por enquanto. Mas passageiros com voos marcados até 15 de março que preferirem adiar sua viagem para o país podem alterar a data sem custo para voar até 3 de abril. Veja aqui as regras de remarcação.


Alitalia

Alitalia está oferecendo isenção de taxa de alteração viajantes com bilhetes para destinos no norte da Itália (aeroportos Milão Malpensa, Milão Linate, Milão Bérgamo, Bolonha, Gênova, Turim, Veneza, Verona e Trieste), que adquiriram bilhetes nos mercados internacionais até 23 de fevereiro de 2020, com datas de viagem entre 23 de fevereiro e 8 de março de 2020. Esses passageiros têm o direito de reservar novamente seus voos sem penalidade com uma nova data de partida até 31 de março de 2020. Clientes que compraram bilhetes da Alitalia nos EUA, México, Brasil, Argentina, Chile, Japão e Índia também têm a oportunidade de redirecionar suas viagens com a Alitalia. Para obter mais informações e assistência sobre a política de redirecionamento, deve-se entrar em contato com o Centro de Atendimento Alitalia local. Leia mais aqui.


American Airlines

A American Airlines está oferecendo remarcação gratuita das passagens compradas entre 5 e 31 de março. A companhia também está com condições especiais para passageiros que tenham voos com partida, chegada ou conexão na Coreia do Sul, Hong Kong, Pequim, Xangai, Wuhan. Clientes que reservarem novas viagens entre 1° e 16 de março de 2020 não serão taxados se precisarem alterar os voos caso os seus planos de viagem mudem. As alterações devem ser feitas até 14 dias antes da data de partida original. Acesse o site da companhia para ler mais.


British Airways

A British cancelou todos os seus voos para Pequim ou Xangai até 17 de abril, oferecendo reembolso ou opções para remarcação das passagens. A companhia segue operando seus voos para a Itália, mas passageiros que tenham voos marcados de Londres para aeroportos do norte italiano (como Milão, Turim, Bolonha, Veneza, Bergamo e Verona) até 2 de março poderão remarcar suas passagens gratuitamente para viajar até 31 de março.


Além disso, a companhia está garantindo remarcação grátis em todas as reservas feitas entre 3 e 16 de março. Confira o comunicado da British.


Copa

A companhia está permitindo remarcação sem custo das passagens compradas entre 5 e 31 de março de 2020, para voos marcados entre 5 de março e 15 de junho. Leia mais aqui.


Delta

A Delta reduziu seus voos dos Estados Unidos para a China e está com políticas especiais de remarcação ou cancelamento de voo para passageiros com destino a Xangai, Pequim ou Seul, na Coreia do Sul, entre 24 de janeiro e 30 de abril. Os bilhetes poderão ser remarcados gratuitamente para outras datas antes de 31 de maio. Confira aqui as regras para estes destinos da Ásia. A companhia também oferece aos passageiros com viagem marcada para Bolonha, Milão ou Veneza, entre 25 de fevereiro e 2 de março, a possibilidade de remarcar o voo para uma nova data até 31 de março. Veja aqui as regras para voos que passem pela Itália.


Iberia

A propagação do vírus pela Itália fez com que a Iberia emitisse um comunicado informando que passageiros que tenham voos marcados para Milão, Turim, Roma ou Veneza entre 25 de fevereiro e 2 de março poderão remarcar gratuitamente suas passagens para até 31 de março. A remarcação sem custo vale somente para passagens compradas até 25 de fevereiro.


Latam

Entre 6 e 22 de março de 2020, a companhia permitirá que seus clientes, com reservas para voos internacionais a serem realizados até 31 de dezembro de 2020, agendem suas viagens com a opção de alterar a data e/ou destino posteriormente. É permitida uma alteração por bilhete, sem multa, até 14 dias antes da partida do voo original, sujeita a diferenças tarifárias.


Além disso, a Latam suspendeu temporariamente a sua operação entre São Paulo e Milão, em voos programados de 2 de março a 16 de abril de 2020. Leia mais aqui.


Lufthansa

O conglomerado que engloba a Lufthansa, Swiss e Austrian permite que o passageiro escolha entre o alteração da data da viagem ou reembolso gratuitamente. Até 31 de março de 2020, as empresas cancelarão as taxas de remarcação de passagem para todos os novos voos reservados globalmente e oferecerão a possibilidade de remarcá-la uma vez gratuitamente independente das condições da reserva realizada originalmente. Os clientes poderão remarcar sua viagem para uma nova data até 31 de dezembro sem o pagamento de taxas de remarcação. Confira aqui.


KLM

A KLM suspendeu todos os seus voos para os principais aeroportos da China até pelo menos 29 de março. A companhia segue operando para aeroporto do norte da Itália, mas oferece flexibilidade para remarcação dos bilhetes. Passageiros com voos para Milão, Veneza ou Bolonha entre 25 de fevereiro e 15 de março poderão remarcar seus voos para até 3 de abril. Veja aqui as informações da KLM.


Qatar Airways

A Qatar não está cobrando taxas para a alteração de voos desde que seja feita com antecedência de pelo menos três dias da data prevista inicialmente. As novas datas devem estar dentro da validade do bilhete e a mudança deve seguir as regras da base tarifária do bilhete original. Confira todas as regras da companhia aqui.


Passageiros com destino a Pequim, Xanghai, Guangzhou, Hangzhou, Chongqing, Chengdu ou Hong Kong com voos partindo até 31 de março podem solicitar a remarcação ou reembolso sem custo. Confira aqui.


United Airlines

A United cancelou seus voos para a China e Hong Kong pelo menos até 24 de abril. Confira mais aqui.


Vale reforçar a importância de checar as atualizações de cada companhia.


Se ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco pelo site ou tire suas dúvidas pelo WHATSAPP. Teremos muito prazer em atendê-lo.

39 visualizações1 comentário

1件のコメント


Gustavo Pileggi
Gustavo Pileggi
2020年3月15日

Obrigado pelas dicas!

いいね!
bottom of page